Comissão do Airbnb, Booking, Expedia, TripAdvisor, HomeAway e Temporada Livre: como funciona?

No Brasil, nunca se ouviu falar tanto em aluguel de temporada quanto nos últimos tempos. Inclusive, uma pesquisa divulgada pela Booking em novembro de 2017 mostra que 34% dos viajantes brasileiros preferem se hospedar em um aluguel de temporada (casa ou apartamento) do que em um hotel. Além disso, 24% dos entrevistados apontaram que anunciariam a sua propriedade em um canal de reserva de acomodações.

Se você vem percebendo o potencial enorme deste mercado e já começou a investir ou está cogitando entrar no setor, este post é bem estratégico para contribuir com os seus projetos e impulsionar o seu crescimento. Afinal, hoje em dia existem diversos sites de aluguel de temporada, e entender os modelos de comissionamento de cada um deles é muito importante para colocar em prática estratégias que vão impactar na sua lucratividade.

Atualmente, existem seis principais plataformas que se destacam no país: Airbnb, Booking, Expedia, TripAdvisor, HomeAway e TemporadaLivre. Abaixo você vai entender como funcionam as taxas de comissão do airbnb e de cada um dos demais canais que são de responsabilidade dos anunciantes. Confira!

Airbnb
O Airbnb já ultrapassou a marca de 140 mil anúncios no Brasil. De modo geral, o Airbnb cobra do anunciante uma comissão de 3% sobre o seu valor de reserva. O valor final é calculado com base no subtotal da reserva (o qual não inclui impostos e outras taxas) e é deduzido automaticamente do pagamento que será feito ao anfitrião.

Na prática:
Se a diária da sua acomodação custa R$ 100,00, R$ 3,00 ficam com o Airbnb.

Outro detalhe importante é que o Airbnb também recebe uma taxa de serviço do hóspede, cobrada com base no valor da acomodação. Ou seja, o imóvel que você está oferecendo vai ser mais caro para o cliente do que o preço que você definiu previamente.

Além da possibilidade de oferecer acomodações, hoje em dia o Airbnb disponibiliza um espaço onde anfitriões e demais profissionais podem oferecer “experiências” aos viajantes, como, por exemplo, workshops, passeios pela cidade ou outras atividades relacionadas à cultura local. Nesses casos, a comissão do Airbnb é de 20% sobre o valor da experiência. Essa taxa só não é cobrada caso o serviço oferecido for feito em parceria com organizações sem fins lucrativos.

Dica: se o Airbnb permite oferecer experiências na cidade onde você dispõe de acomodações, esta é uma boa maneira de você testar o espaço e colocar os serviços extras que você oferece que vão além do aluguel de temporada.

Observação: atualmente, a possibilidade de cadastrar experiência está disponível apenas para algumas cidades no mundo inteiro, entre elas o Rio de Janeiro.

Booking
No Brasil, há mais de 30 mil acomodações anunciadas na Booking. Os anfitriões que fecham reservas pela plataforma precisam pagar 13% de comissão do valor.

Na prática:
Se a diária da sua acomodação custa R$ 100,00, R$ 13,00 ficam com a Booking. Importante saber que a comissão não se aplica sobre as taxas adicionais que você exige (de limpeza, por exemplo).

Atenção: a comissão é paga a partir de uma fatura enviada pela Booking após o check-in do hóspede.

HomeAway
O grupo HomeAway mantém no Brasil o site AlugueTemporada, o qual dispõe de mais de 22 mil anúncios de acomodações no país. Diferente de grande parte das plataformas de aluguel de temporada, para anunciar no AlugueTemporada é necessário escolher um plano de assinatura que pode durar 3 ou 12 meses, existem cinco categorias de plano.

Plano Classic (posicionamento padrão no site)
Trimestral – R$ 139,00 / Anual – R$ 559,00

Plano Bronze (recebe até 36% mais contatos do que no Classic)
Trimestral – R$ 189,00

Plano Silver (recebe até 42% mais contatos do que no Classic)
Trimestral – R$ 239,00

Plano Gold (recebe até 84% mais contatos do que no Classic)
Trimestral – R$ 289,00

Plano Platinum (recebe até 184% mais contatos do que no Classic)
Trimestral – R$ 439,00

Todos os planos incluem:

– espaço para descrição detalhada do imóvel;
– localização via GoogleMaps;
– possibilidade de inserir 24 fotos em alta resolução;
– central de reservas com calendário de disponibilidade;
– avaliações de viajantes;
– estatísticas de acesso.

Atenção: ao fechar uma reserva pelo HomeAway, não há comissão a pagar. Embora o valor dos planos possa parecer alto, geralmente torna-se financeiramente mais barato se comparado às comissões que são pagas a uma OTA ao longo do ano.

Expedia
Em 2015 a Expedia adquiriu o grupo HomeAway, que no Brasil mantém o AlugueTemporada. No entanto, pela Expedia as questões financeiras funcionam de forma diferente do AlugueTemporada. Os anfitriões trabalham com o pagamento de comissões por reservas e não com um plano de mensalidade, podendo optar por um dos seguintes modelos de comissionamento:

1) Hotel Collect: quando o hóspede faz o pagamento para o próprio anfitrião. Neste caso, a comissão é de 15% para a Expedia.

2) Expedia Collect: quando o hóspede faz o pagamento para a Expedia e, então, a empresa repassa ao anfitrião. Para isso, a Expedia cobra 20% de comissão.

Na prática:
Se a diária da sua acomodação custa R$ 100,00, pelo modelo Hotel Collect R$ 15,00 ficam com a Expedia, e R$ 20,00 se optar pelo modelo Expedia Collect.

Atenção: a comissão é paga a partir de uma fatura enviada pela Expedia após o check-in do hóspede.

TripAdvisor
Desde agosto de 2017, o TripAdvisor permite anunciar acomodações diretamente por lá, anteriormente era possível apenas via FlipKey. A cada reserva feita por meio do TripAdvisor, o anfitrião paga 3% de taxa de comissão ao site. O cálculo é feito com base no aluguel total, o qual inclui tanto as taxas obrigatórias quanto as opcionais escolhidas pelo anunciante, como limpeza, por exemplo.

Na prática:
Se a diária da sua acomodação custa R$ 100,00, R$ 3,00 ficam com o TripAdvisor.

TemporadaLivre
O TemporadaLivre não cobra comissão sobre as reservas, mas trabalha com um pacote. Atualmente o site dispõe de mais de 10 mil acomodações pelo Brasil. Diferente do HomeAway (AlugueTemporada), o valor pago é único, não é uma mensalidade. Os planos para proprietários funcionam da seguinte forma:

Divulgação de um imóvel por 3 meses = R$ 139,00 (valor único)
Divulgação de um imóvel por 6 meses = R$ 219,00 (valor único)
Divulgação de um imóvel por 12 meses = R$ 299,00 (valor único)

Este pacote inclui:

– tradução automática para espanhol e inglês;
– fotos ilimitadas;
– central de reservas com calendário de disponibilidade;
– avaliações de viajantes;
– estatísticas de acesso.

Agora que você está por dentro das taxas de comissão do Airbnb e de cada um dos principais sites de aluguel de temporada, saiba que é importantíssimo estar presente em todos eles ou ao menos testar a eficiência de cada um para a divulgação das suas propriedades. Cada um desses sites possui um trabalho de marketing diferente e atrai públicos com características diferentes.

Para entender melhor quais as particularidades de cada canal de anúncio que citamos aqui, baixe nosso Guia completo sobre sites de Aluguel de Temporada.

Divulgar seus imóveis em vários sites que aumentam o alcance de seus anúncios (porque você usufrui de várias estratégias diferentes de marketing ao mesmo tempo) e aumenta as possibilidades de fechar reservas. Além disso, você fica munido de dados que ajudarão a entender qual público costuma se interessar por suas propriedades e qual plataforma traz mais resultados para o seu negócio.

(Notícia do Stays autor: David Cavalcanti )