Arquivos de tags: aluguel de temporada

Como o Google Trends pode te ajudar a definir o valor do seu aluguel de temporada

O aluguel de temporada pode ser muito rentável, mas é importante definir com muito cuidado  o valor a ser cobrado pela locação para realmente valer a pena dispor seu imovel.

Então mesmo que muitas vezes nos empolguemos com o lucro, é preciso prudencia para não definir um valor que não condiz com as características e condições do imóvel. Uma boa dica neste caso é pesquisar, comparar com imóveis similares e estar sempre atento às mudanças do mercado.

Outra dica importante é listar todas as sua despesas. Coloque tudo na ponta do lápis: IPTU, internet, energia elétrica, água, limpeza, condomínio, etc.

Além disto, quando o mercado está aquecido, ou seja, quando as pessoas possuem maior entradas de dinheiro são as épocas em que elas aceitam pagar um pouco a mais por seu lazer. Assim, é possivel aumentar o valor do imóvel em altas temporadas pois  a procura é intensa. Exemplo disto são os feriados nacionais, carnavais, férias ou festas de final de ano, onde os preços das diárias tendem a ser bem maiores pela lei da oferta e procura.

Como já sabemos que o aluguel de temporada está cada vez mais competitivo, é importante utilizar uma estratégia de preço quando for anunciar, alterando os valores quando for baixa, média e alta temporada. Para ajudar nesta precificação já existem varias ferramentas tecnológicas de fácil acesso como o Google Trends que pode te dar uma ideia de valor de mercado de um imóvel qualquer num determinado período em qualquer região do planeta.

Basicamente, o Google Trends é um enorme banco de dados que ajuda a entender as tendências de pesquisas de dado, que mostra a relevância e o volume de buscas por determinado tema ou assunto durante um período de tempo. Mas este banco de dados pode te informar o valor de um aluguel em qualquer parte do mundo. E isto pode ser útil na sua decisão do valor do seu aluguel de temporada.

Para saber mais sobre o Google Trends veja este post no blog GoHouse:

https://blog.gohouse.com.br/como-precificar-um-imovel-google-trends/?utm_campaign=newsletter_-_0409&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

A internet no seu aluguel de temporada: é vantajoso?

Quantas vezes já nos perguntamos se temos ou não internet no nosso espaço para locação? Se  devemos oferecer internet gratuita para nossos hospedes? Ou qual a qualidade da internet dos espaço de locação?

Assim, aqui vai alguns dados sobre a utilização da internet  que podem te ajudar a entender o impacto desta tecnologia no cotidiano.

O uso da internet no mundo

 

Em 2018 mais da metade da população mundial tem com acesso à internet. Estes são dados divulgados no último relatório Digital da Online Hootsuite e We Are Social. Hoje somos mais de 4 bilhões de pessoas conectadas à rede, enquanto as estimativas recentes apontam para uma população global de 7,6 bilhões de pessoas. Nós começamos 2018 com 4 bilhões de pessoas online (53% de todas as pessoas do planeta). Por outro lado, as redes sociais são utilizadas por cerca de 3,2 bilhões de indivíduos (42% de todo o mundo).

E o Brasil?

 

De acordo com dados levantados por estas duas empresas globais, o Brasil é o terceiro país que mais fica online no mundo: são, em média, 9h 14min todos os dias. A Tailândia lidera o ranking, com uma média 9h 38min, seguida das Filipinas, com 9h 24min. Esses dados foram obtidos por meio de pesquisa com usuários de 16 a 64 anos de idade.

Segundo pesquisa do IBGE o Brasil fechou 2016 com 116 milhões de pessoas conectadas à internet, o equivalente a 64,7% da população com idade acima de 10 anos.

A proporção de mulheres conectadas foi maior que a de homens: 65,5% delas tinham acesso, enquanto, o índice para eles era de 63,8%.

Os indivíduos com idade entre 18 e 24 anos apresentavam a maior taxa de conexão: 85% deles estavam online. Já os brasileiros com mais de 60 anos apresentavam o menor índice, de 25%.

As regiões Nordeste e Norte apresentaram taxas de indivíduos conectados inferiores à média brasileira, de 52,3% e 54,3%, respectivamente.

O Sudeste possuía o maior índice. Nestas regiões, 72,3% dos moradores tinham acesso, enquanto no Centro-Oeste a taxa é de 71,8% e no Sul, é de 67,9%.

Outro dado importante: celular é o principal aparelho para acessar a internet no Brasil. Em 2016, o telefone móvel era usado por 94,6% dos internautas, à frente de computadores (63,7%), tablets (16,4%) e televisões (11,3%).

Se estes dados impressionantes ainda não te convenceram sobre a importância da internet no seu aluguel de temporada dê uma olhadinhas nestes post dos blogs Go House:

https://blog.gohouse.com.br/invista-na-internet/?utm_campaign=newsletter_-_2408_-_duplicado&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

LarDeFérias: buscador de aluguel de temporada chega ao Brasil

Os brasileiros já estão acostumados com ferramentas de busca e comparação de preços como a Decolar.com, Viajanet, Kayak, Skyscanner. Esta ferramentas   facilitam muito na hora da compra de passagens aéreas e mesmo de pacotes turísticos.

Agora chega ao Brasil uma ferramenta de busca para alugueis de temporada. A empresa alemã HomeToGo interessada no nosso grande  mercado turístico  lançou recentemente a versão brasileira da sua plataforma de busca e comparação de preços para aluguéis de temporada. De olha na proxima temporada de verão a empresa foi lançada no Brasil com o nome de LarDeFérias.

Presente em 17 países, a plataforma HomeToGo é hoje o maior buscador para aluguel de temporada do mundo, contando com mais de 300 provedores e um catálogo com mais de 15 milhões de ofertas distribuídas entre cerca de 200 países. E agora ela passa a atuar no mercado de alugueis de temporada brasileiro.

Assim, agora temos mais uma ferramenta para dar visibilidade aos nossos anúncios de alugueis de temporada.

Leia mais no link:

https://www.itforum365.com.br/digital/buscador-para-aluguel-de-temporada-e-lancado-no-brasil/

Como o Revenue Management pode ajudar definir o preço justo para o seu aluguel de temporada

Você sabe o que é o Revenue Management (RM)?
Se você faz parte do universo da hospedagem  e turismo, talvez já tenha ouvido falar no termo Revenue Management.
Ou até sabe do que se trata, mas até hoje não conseguiu entender realmente como funciona esse negócio na prática. Trata-se de uma estratégia financeira que dita a política de preços. É uma maximização das receitas com base em técnicas de precificação, oferta e demanda. Como resultado, possibilita um equilíbrio entre sua taxa de ocupação e os lucros.
O RM pode ser útil para a minha hospedagem?
Apesar dos diferentes tamanhos e modelos de hospedagem, os objetivos dos anfitriões além da experiencia de hospitalidade é também aumentar a sua taxa de ocupação. Porém, no aluguel de temporada, assim como em qualquer outro negócio, aumentar a receita não necessariamente significa aumentar os lucros. Assim através de um bom gerenciamento das receitas se pode obter o tal lucro almejado.
Esse princípio é bem parecido com o adotado pelos comerciantes no final da feira. Em vez de voltar para casa com alguns legumes, por que não colocá-los à venda em pequenos pacotes por um preço mais baixo. O lucro cai, é fato, mas acontece, diferente de voltar pra casa com a mercadoria. Mas por outro lado poucas reservas feitas a uma diária mais alta podem se traduzir em melhor rendimento do que mais reservas feitas a taxas supostamente competitivas.
E é exatamente sobre isto que trata o Revenue Management ou  “gerenciamento de receitas” ou RM

A história do Revenue Management começou nos Estados Unidos na década nos anos 70. Até essa década era o governo quem regulamentava as tarifas praticadas pelas companhias aéreas. Quando uma lei derrubou essa prática, as companhias passaram a estudar e entender melhor a oferta e demanda do seus voos e tarifários, praticando então os conceitos de Revenue Management. Somente nos anos 90 o RM chegou ao setor hoteleiro e de turismo, sendo aplicado principalmente pelas grandes redes hoteleiras em todo mundo.

E finalmente, o RM começa a chegar ao aluguel de temporada como uma pratica de manutenção de preços justos para o anfitrião e hospedes.

Quer saber mais a respeito do Revenue Management ? Então, dá uma olhadinha neste link do Stay Blog :

http://stays.net/blog/revenue-management-para-aluguel-de-temporada/?utm_campaign=conteudo_-_como_mudar_o_preco_da_diaria_pode_aumentar_seu_faturamento&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

E também do Hospedin Blog:

http://blog.hospedin.com/revenue-management-na-hotelaria/

 

O que é um channel manager e quais seus benefícios?

O que é o Channel manager?

Um channel manager é  um sistema de gestão de propriedades (aluguel de temporada, hostel, pousadas, hotéis…) para gerir a locação espaços e preços nas plataformas on-line, como Airbnb e Booking.com.

Assim, com este sistema de gestão digital é possível atualizar automaticamente as tarifas, a disponibilidade e as reservas em várias plataformas de uma só vez.

A tarefa de incluir as propriedades, elaborar descrições, fazer o upload de imagens, gerenciar preços e disponibilidade todos os dias no TripAdvisor, Booking, Expedia, Airbnb e por aí vai pode tornar-se bem mais simples – e ágil – quando você dispõe de um channel manager. Como funciona? Por meio de uma única plataforma que funciona como a base de operação das propriedades de aluguel de temporada. É onde ficam todos as informações sobre seus imóveis centralizadas e onde é possível manter esses dados atualizados a partir do clique em poucos botões.

Esta ferramenta já é muito utilizada fora do Brasil mas para nós anfitriões ainda é novidade. Assim, vale a pena se inteirar um pouco mais sobre este tipo de serviço digital.

 

Como o Channel manager pode ajudar o anfitrião?

Se estiver trabalhando com aluguel de temporada (quartos, casas, apartamentos, etc) em mais do que uma plataforma on-line, um channel manager pode ajudar a poupar tempo e esforço. Oferece uma forma rápida e fácil de atualizar os preços em todos os canais on-line.

Também é pode evitar overbook, porque o espaço locado, será automaticamente removido de todos os outros canais on-line.

Além disto se oferecer espaços em várias plataformas através de um channel manager, a probabilidade de locar estes espaços a um bom preço na baixa temporada também aumenta.

Para informações detalhadas leia este post da Stay Blog:

http://stays.net/blog/o-que-e-channel-manager/

 

Entradas recentes »